Faculdade Católica de Santa Catarina lança curso em Governança Eclesial

Foto: Divulgação

 Inscrições estão abertas para o curso de pós-graduação na área, com início previsto para 2024.


Num momento em que a Sinodalidade está em destaque para Igreja Católica, apontar caminhos que favoreçam sua prática é de grande utilidade. Nesse sentido, também o tema ‘governança’ vem ganhando atenção dentro de organizações religiosas, empenhadas em desenvolver práticas que respondam com coerência a este novo momento da Igreja e da sociedade. Pensando nisso, a Faculdade Católica de Santa Catarina (FACASC) está com inscrições abertas para o curso de pós-graduação em Governança Eclesial.

Entrevistamos o Padre Rafael Uliano, professor na FACASC, para entender melhor o conteúdo do curso e sua relevância. O padre destacou a diferença entre governança e gestão eclesial. “Enquanto a gestão envolve o processo geral de tomada de decisões dentro da instituição, a governança é o conjunto de regras e práticas que garantem que a instituição está cumprindo seus deveres”.

E não estamos falando somente de grandes organizações, isso vale para uma distinta congregação como para uma pequena comunidade do interior; ambas podem correr ricos de desvios que lhes causem desequilíbrio institucional.

“Os escândalos no âmbito administrativo revelam uma crise de credibilidade e, consequentemente, uma crise de governança corporativa nas organizações religiosas”, explicou o padre.

“Ao aderir às boas práticas de governança corporativa, as organizações religiosas podem assegurar aos fiéis que os recursos doados estejam sendo aplicados de maneira correta e eficiente, coibir práticas de corrupção, tornando a imagem institucional forte e confiável”, destacou.

Sobre o Curso de Governança Eclesial

O curso de Pós-Graduação em Governança Eclesial aborda uma diversidade de temas, incluindo aspectos históricos, bíblicos, imobiliários, tecnológicos, contábeis e jurídicos civis-canônicos da governança. Também inclui tópicos sobre conselhos, comitês, captação de recursos, auditoria, governança estratégica no Terceiro Setor, sustentabilidade social e ambiental, e gestão de crises.

O curso tem duração de 18 meses, com início em janeiro de 2024, e é direcionado a bispos, presbíteros, diáconos, religiosos, religiosas, seminaristas, ecônomos, leigos e leigas, bem como a todos os interessados em aprofundar seu conhecimento e prática na administração eclesiástica, portadores de diploma de curso superior.

Receba esta e outras notícias no WhatsApp. Clique aqui para entrar no grupo Rádio e TV Tubá – Notícias. 

Instagram

Facebook

© 2024Todos os direitos reservados Rádio e Tv Tubá.

Precisa de ajuda?