Prefeita acata decisão do MPSC e exonera servidores de Capivari de Baixo

Um servidor do quadro efetivo foi afastado do cargo


A prefeita de Capivari de Baixo, Márcia Roberg Cargnin, acatou a decisão do Ministério Público de Santa Catarina e exonerou os servidores comissionados Arleis Nunes Ribeiro, Ismael Martins e Jean Correa Rodrigues. Jonas Machado dos Santos, servidor efetivo, também foi afastado e ficará sem remuneração.

A prefeita ainda deve determinar a abertura de um processo administrativo disciplinar contra ele. Todos eles são ex vereadores da cidade. Ela confirmou a informação no Show do Rádio da Rádio Tubá na manhã desta sexta-feira (26).

Os servidores respondem a uma ação penal e a uma ação de improbidade em razão de crimes contra a administração pública, praticados no período em que estiveram no cargo de vereador, na legislatura de 2013 a 2016.

A prática dos crimes foi investigada na Operação Casa da Mãe Joana e, em 2023, os quatro receberam sentença, da qual ainda cabe recurso. Um dos servidores foi condenado a 16 anos e 6 meses de reclusão, outro a 11 anos, 4 meses e 20 dias de reclusão e outros dois a 4 anos e 6 meses de reclusão.

Segundo o Promotor ressalta que as condutas dos servidores afetaram o ente público e o erário do Município de Capivari de Baixo e geraram danos a toda a sociedade municipal.

Ouça a reportagem na íntegra:

Receba esta e outras notícias no WhatsApp. Clique aqui para entrar no grupo Rádio e TV Tubá – Notícias

Instagram

Facebook

© 2024Todos os direitos reservados Rádio e Tv Tubá.

Precisa de ajuda?