Ouça Ao Vivo Ouça Ao Vivo
« Voltar

Notícias Tubarão tem vendas acima da média estadual

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) fecha o período natalino com crescimento nas vendas de 5,3% em relação ao mesmo período de 2017. A entidade vem trabalhando com esta expectativa de aumentos nas vendas desde o dia 5 de dezembro, quando o comércio passou a funcionar em horário especial até segunda-feira (24).

O presidente da CDL, Harrison Marcon Cachoeira, acentua que o percentual de 5,3% se mantém acima da média estadual e nacional prevista para o setor varejista. “Tubarão sempre vai na contramão das estimativas nacional e estadual, conseguindo uma meta de venda sempre superior. Isto acontece em várias datas especiais durante todo o ano, mas no Natal esta vantagem fica bem mais evidente”, avalia.

Harrison reconhece que 2018 termina não sendo o melhor ano para o setor varejista, mas que Tubarão não sentiu tanto os efeitos da crise. “Trabalhamos muito para estancar a sangria e chegamos ao final deste ano comemorando bons resultados nas vendas. Tivemos Black Friday, Liquida Tubarão e o grande Festival de Prêmios, que ainda continua e terá seu último sorteio no dia 8 de janeiro, com duas viagens a Cancún, como pontos fundamentais para alavancar as vendas”, pontua.


Dados nacionais

A retomada da confiança do consumidor e a expectativa de retomada da economia levaram os brasileiros a presentear mais neste Natal. Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que as consultas para vendas a prazo nos 21 dias anteriores ao Natal (entre 4 e 24 de dezembro) — data comemorativa mais lucrativa para o varejo — cresceram 2,66% em comparação ao mesmo período de 2017. Este é o segundo ano consecutivo de alta. Nos últimos anos, as vendas a prazo no Natal tiveram o seguinte desempenho: 2,13% (2017), -2,29% (2016), -4,16% (2015), -8,3% (2014), 3,62 (2013) e 3,90% (2012). Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, os números refletem o clima de otimismo quanto aos rumos do país. “Após um período de retração da economia, observa-se uma perspectiva positiva do cenário pós-eleições, que estimulou muitos consumidores a irem às comprarem neste Natal”, avalia.

Fonte e foto: Diário do Sul

IMAGENS